As Oficinas “Paisagem Sonora – Sons e Silêncios da Quarentena” - Relato de experiência realizada na Mostra Virtual de Artes do CEFET MG

Fabiana de Sousa Cunha Machado, André Leme Pédico, Leandro Pereira de Souza

Resumo


O presente trabalho é um relato de experiência docente estimulada pela pandemia da Covid-19, no Brasil, em 2020. Trata-se da criação de oficinas de composição musical e tecnologia intituladas “Paisagem Sonora -Sons e silêncios da quarentena”, cujo objetivo foi a criação de obras musicais com fontes sonoras disponíveis no espaço restrito ao isolamento social de cada participante, utilizando o conceito de paisagem sonora do compositor, educador e pesquisador canadense R. Murray Schafer. Pelo fato de que o isolamento social provocou adaptações forçadas às rotinas das pessoas, em que só era possível conviver à distância em qualquer instância, inclusive a educacional e criativa, todo o trabalho foi feito de forma remota. As oficinas foram oferecidas dentro de um evento virtual de artes – a Mostra Virtual de Artes do CEFET MG, e as composições estão disponibilizadas no canal da mostra no Youtube. Dessa maneira, serão apresentados alguns resultados, processos, reflexões e conceitos de uma experiência que trouxe produções carregadas de história e relatos sonoros do isolamento social.

Palavras-chave: Pandemia. Covid-19. Arte. Paisagem sonora. Schafer.


Texto completo:

PDF

Referências


CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG. Psicólogos do CEFET-MG dão dicas sobre saúde mental no isolamento social, s/p., 2020. Disponível em: < http://www.varginha. cefetmg.br/2020/04/06/psicologos-do-cefet-mg-dao-dicas-sobre- saude-mental-no-isolamento-social>. Acesso em 10 nov. 2020.

DELALANDE, François. Le son de musiques: entre tecnologie et esthétique. Paris: Buchet/Chastel, INA, 2001.

INGOLD, Tim. Four objections to the concept of soundscape. In: INGOLD, Tim. Being alive: Essays on movement, knowledge and description. Londres, Nova York: Routledge, 2011. p. 136-139.

KELMAN, Ari Y. Rethinking the soundscape. The senses and society. Londres, v. 5. n. 2, p. 212-234, 2010.

McCARTNEY, Andra. Sounding places with Hildegard Westerkamp. PhD (Dissertation in Music) - York University Graduate Programme in Music, 2000.

MOSTRA VIRTUAL DE ARTES DO CEFET MG. Canal do Youtube. 2020. Disponível em: . Acesso em 10 nov 2020.

SANTOS, Fátima Carneiro. A escuta da cidade/paisagem sonora: um exercício poético. Baleia na Rede, Marília, v. 1, p. 35-47, 2013.

SANTOS, Fátima Carneiro. Por uma educação musical para além da "nota": o exercício da escuta e composição de paisagem sonora. In: VX Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, 2005, Rio de Janeiro. Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música. Anais do XV Congresso. Rio de Janeiro: ANPPOM/UFRJ, 2005. p. 609-615.

STERNE, Jonathan. The stereophonic space of soundscape. In: THÉBERGE, Paul et al. (eds.). Living Stereo: Histories and cultures of multichannel sound. New York: Continuum, 2015. p. 65-83.

TRUAX, Barry. Acoustic communication. New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1984.

TRUAX, Barry. Soundscape, Acoustic Communication and Environmental Sound Composition. Contemporary Music Review, v. 15, 1996. p. 49- 65.

WESTERKAMP, Hildegard. Linking soundscape composition and acoustic ecology. Organized Sound, v. 7, n. 1, 2002. Disponível em . Acesso em 10 nov. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. What is the evidence on the role of the arts im improving health and well being? A scoping review. 2019. Disponível em: < https://www.euro.who.int/en/publications/abstracts/ what-is-the-evidence-on-the-role-of-the-arts-in-improving-health- and-well-being-a-scoping-review-2019>. Acesso em 10 nov. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Fabiana de Sousa Cunha Machado, André Leme Pédico, LEANDRO PEREIRA DE SOUZA